Principais características

A mistura sólido-líquido a ser separada entra continuamente através da tubulação de entrada, atingindo o distribuidor giratório e, é distribuida uniformemente sobre toda a área da tela no primeiro estágio. A maior parte do líquido é centrifugado já neste estágio e a torta de sólidos é formada. Além da rotação, o primeiro estágio executa também um movimento oscilatório, através de um pistão empurrador (Pusher) acionado hidraulicamente, com mecanismo reversor (tipo vai-e-vem). Em função do curso do pistão, a torta é empurrada do primeiro para o segundo estágio sob a forma de anéis circulares, saindo da máquina através do canal coletor. Os sólidos são limpos na centrífuga Pusher através da adição contínua de liquido de lavagem sobre a torta.

As tubulações e outros dispositivos de lavagem podem ser facilmente instalados no interior do cesto, possibilitando o licor mãe e o liquido de lavagem, se necessário, serem coletados e drenados separadamente.

Aplicação

Para separação contínua de só lidos em suspensão nos processos de mineração não metálica, química orgânica e inorgânica, indústria salineira e petroquímica.

A melhor eficiência das Centrífugas Pusher é obtida com partículas de 0,1 a 10 mm. No processo de sólidos fibrosos, podem ser de até 30 mm de comprimento. O conteúdo de sólidos cristalinos a serem separados entre 30 a 75% em peso e para fibras de 3 a 12%.

Capacidade de produção de 1 até 85 t/h de Na Cl, de sólidos secos.

Exemplos de aplicação

Ácido adípico, ácido bórico, ácido oxálico, cianeto de sódio, cloreto de amônia, cloreto de potássio, CMC, dextrose, fosfatos, nitrocelulose, sulfato de ferro, sulfato de cobre, sulfato de zinco, etc.

Tem alguma dúvida? Entre em contato Conosco.

Contato

Ficha Técnica

Preencha o formulário e faça download da ficha técnica.

Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de lançamentos e eventos.