Aplicação

O açúcar obtido nas centrífugas, em geral, apresenta uma umidade que pode variar entre 0,5% e 1,0% e, para reduzir-la, requer o uso de um Secador Esfriador.

Para esta fase do processo, a Mausa dispõe de seu Secador Esfriador tipo colméias, o qual apresenta vantagens superiores aos secadores convencionais, decorrentes de uma melhor e mais eficiente distribuição do fluxo de ar, melhor contato entre este e o produto a secar, bem como a conservação da forma e das arestas dos cristais, pois reduz notoriamente a ruptura e a deformação dos mesmos provenientes do impacto. Devido a diminuição de quantidade de pó, também conserva o brilho natural dos cristais, o que, consequentemente, melhora a qualidade e a aparência do produto final.

A secagem é realizada mediante ar quente em sistema de fluxo paralelo, obtendo-se uma maior velocidade da transferência de temperatura aos cristais, permitindo assim, imediata evacuação da zona de secagem e menor carga para o esfriador.

Durante a fase da secagem ocorre o esfriamento realizado através de fluxo em contra corrente, mediante a entrada do ar de esfriamento pelo outro extremo. De modo a evitar-se o rompimento dos cristais pelo choque térmico, o que pode debilitar a estrutura molecular dos mesmos, o Secador Esfriador Mausa dispõe de um sistema de placas defletoras cuidadosamente projetadas e fabricadas, as quais proporcionam um diferencial adequado de temperatura entre o ar frio em contra corrente com os cristais de açúcar povenientes da zona de secagem.

Ao deixar a zona de esfriamento, dependendo da temperatura ambiente, o açúcar estará com temperatura na faixa entre 30ºC a 40ºC, mantendo sua qualidade inalterada.

O pó resultante do processo é retirado totalmente e recuperado em câmaras especiais, não havendo, portanto, qualquer perda.

Para atender a quantidade de umidade residual desejada – esta geralmente ao redor de 0,035%, o ar do ambiente destinado à secagem e ao esfriamento, deverá conter a umidade relativa dentro de um determinado valor. Por esta razão, para climas excessivamente quentes e úmidos, recomenda-se reduzir o grau de umidade do ar antes de sua utilização.

Características

O Secador Esfriador Rotativo Mausa tipo colméias é composto por tambor secador com sistema de espirais para a saída do ar servido e, por tambor esfriador cujas partes estão devidamente interconectadas.

Na entrada do tambor de secagem estão as espirais de admissão e na seqüência destas estão montadas as colméias, formadas por múltiplas placas cruzadas entre sí.

Longitudinalmente no corpo cilíndrico do secador, são dispostos os anéis de rodagem e a coroa dentada do acionamento, em posições coincidentes com as placas de reforço do tambor. Através dos anéis de rodagem, o tambor gira apoiado sobre quatro rodas projetadas para grande capacidade de carga. São previstos ainda dois rodetes destinados a neutralizar as forças axiais do conjunto. Todos os mancais utilizam exclusivamente, rolamentos de alta capacidade e ampla vida útil.

O sistema de acionamento do tambor compreende motor elétrico trifásico, transmissão por correias trapezoidais e, redutor de velocidade com engrenagens helicoidais cujo eixo de saída se acopla ao acionamento do tambor.

O tambor rotativo é provido de porta para limpeza e inspeção.

A descarga do açúcar seco e esfriado ocorre através de uma comporta provida de válvula rotativa destinada a evitar a entrada indesejada de ar. A admissão do ar de refrigeração ocorre através de tubulação devidamente dimensionada, dotada de válvulas de estrangulamento.

A evacuação do ar servido, tanto na zona de secagem como na de esfriamento, é realizada através de um único ventilador centrífugo provido de comporta de regulagem de fluxo (Damper).


Secador Esfriador tipo ZT/2

A separação do pó pode ser realizada através de três opções:

  1. Mediante separador tipo ciclone, onde a separação principal do pó de açúcar é realizada no interior do ciclone, que compreende a parte inferior do separador. Na parte superior o pó mais fino é dissolvido com água vaporizada pela tubulação de aspersores.
  2. Mediante coluna lavadora de gases, onde a separação do pó é realizada através do sistema lavador de gases provido de duto de ar, o qual arrasta as partículas de menor tamanho e o pó gerado na parte central do cilindro rotativo, conduzindo-os para a coluna lavadora/recuperadora, a qual inclui as tubulações de lavagem e uma câmara de separação partículas/ar. Uma bomba de recirculação garante a completa lavagem dos gases. A água com o produto diluído é descarregada pela parte inferior do lavador, retornando ao processo através de uma segunda bomba. O sistema também poderá ser utilizado de forma aberta, usando o caldo clarificado, como líquido da lavagem.
  3. Mediante sistema misto, através do qual a separação do pó é realizada através da utilização conjunta do ciclone e do lavador de gases.
Funcionamento

Os cristais úmidos são introduzidos através da válvula rotativa de alimentação. Devido ao movimento e inclinhação do tambor, os cristais de açúcar são conduzidos em direção à câmara de descarga passando pelas zonas de secagem e esfriamento.

O sistema de múltiplas colméias formado por placas defletoras cruzadas, permite grau de aquecimento e de esfriamento adequados, bem como perfeita distribuição em toda a seção transversal do tambor rotativo, obtendo-se assim, excelente uniformidade na transferência de calor à totalidade da massa composta pelos cristais. Os cristais secos e frios são expelidos do secador através da válvula rotativa, a qual está montada na comporta de descarga.

Para o processo de secagem se utiliza o ar ambiente, o qual é aquecido à temperatura apropriada ao passar pelo radiador de calor a vapor instalado ao extremo da zona de secagem. Este radiador é precedido de eclusas com aletas ajustáveis destinadas a regular o fluxo de ar.

Para o esfriamento, poderá utilizar-se uma mistura formada pelo ar ambiente e o ar exterior, ou por ambos em separado. O ar servido tanto na secagem como no esfriamanto, é removido por um ventilador através do sistema de espirais situado na zona de confluência no corpo central do aparelho, dirigindo-o ao conjunto de separação e lavagem.

O ar saturado escapa livremente à atmosfera. Entretanto, a pequena fração de partículas menores de cristais e pó, são lavadas e dissolvidas para retorno ao processo.

Secador Esfriador tipo ZT/2
  1. Tambor com saída de ar
  2. Acionamento do tambor
  3. Aquecedor de ar com persiana de regulagem
  4. Caixa de saída com admissão de ar ambiente
  5. Caixa de saída de ar
  6. Lavador de gases
  7. Válvula rotativa
  8. Instrumento de medição
  9. Bomba de recirculação para processo
  10. Bomba de recirculação para lavagem
  11. Ventilador
  • A. Entrada de açúcar
  • B. Vapor para aquecimento de ar
  • C. Ar ambiente para secagem
  • D. Saída do condensado
  • E. Zona de secagem
  • F. Saída de ar
  • G. Zona de esfriamento
  • H. Saída do açúcar seco
  • I. Ar ambiente para resfriamento
  • J. Saída de caroço
  • * Limite de fornecimento Mausa

Tem alguma dúvida? Entre em contato Conosco.

Contato

Ficha Técnica

Preencha o formulário e faça download da ficha técnica.

Newsletter

Cadastre-se e fique por dentro de lançamentos e eventos.